sexta-feira, 24 de agosto de 2007

A vida como ela não é.

Como é a sua vida? Ela sempre foi assim? Você está satisfeito? Como você gostaria que ela fosse? Que razões te levam a crer que algo deve mudar? Alguns questionamentos são importantes em nossas vidas, principalmente quando o fizemos corriqueiramente. Mas quais seriam esses questionamentos? Qualquer um. Qualquer coisa que se torna repetitiva acende uma luz amarela em nossa cabeça: o que me leva a acordar de mau-humor todo dia? Ir ao cerne da questão faz com que descubramos pensamentos ainda mais desafiadores. Por sua vez, estes pensamentos desencadeiam novas sensações, novos sentimentos, e, não menos importante, novos questionamentos. Você pode perguntar: “-Ah, então quer dizer que certos pensamentos não têm fim?” Sim. Nem tudo na vida acaba. Nem mesmo aquela novela mexicana ó-t-i-m-a que teve o último capítulo exibido ontem acabou. A prova disso é que você ainda pensa nela. Pensamentos e memórias são eternos, assim como a Dercy Gonçalves. Assim como a felicidade e capacidade de abstração que marcou a sua infância. O fato de crescer e amadurecer não suprime o sorriso fácil, o choro mole e a diversão boba... elas ainda estão dentro de nós. Agora, só redescobrimos o bonito quando olhamos para o feio. A vida da gente não é do jeito que pensamos ser, é do jeito como fazemos ela ser. Pensar é querer e se você não faz o que você quer, hay que preocupar-te, hermano.

sábado, 18 de agosto de 2007

Função Continente

Seria bom se todos fôssemos continentes. A função continente trata-se de algo que foge ao cotidiano de pessoas com má índole, sabe aquele dia em que sua vida não está nos trilhos, o dia em que tudo resolveu conspirar contra sua felicidade intrínsica? É meu amigo, ninguém está livre dessas consequências indesejadas. Mas o que a função continente tem a ver? Simplesmente TUDO, ser continete resume-se em compreender a angústia de alguém pelo sóbrio motivo de ajudar e dar as ferramentas para a saída do buraco. O desejo de estar bem e ser completo passa por esse teste, você é continente com aquele amigo que volta e meia lhe parece inconformado com a vida que leva? Não esqueça que nesse mundo a ordem é a troca de energias, o que vai sempre volta! Ou você não precisa de auxílio? Isso passa por aquele momento em que você realmente precisa de ajuda, e o que houve é nada mais que uma reclamação ou acusação. O melhor momento para afundar alguém no mar de culpa é quando se procura uma base firme. Sem a base não há nada, e com o nada, não existe propósito de melhoria, portanto problemas viram fatos normais e a vida cai em um caos aonde não se procura ajudar alguem de situação similar. Será que tal gesto evolui indivíduos? será que tal gesto conserta erros? Tão fácil seria uma ajuda sem custo, sem pressa e sem cobrança. Pequenos gestos influem demais no futuro do homem, e saber que há alguém continente o suficiente para lhe dar apoio na hora que mais precisa, aflora a idéia de que ser continente é estar aberto para ajudar e dispor de um leque para possíveis ajudas. Ouça mais e fale menos, faça mais e critique menos. O plano de ações da compreensão é feito de básicas lições aonde a busca da felicidade não se dá em uma corrida solitária. É necessário passar bastão pra frente, é preciso ser continente.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Ambição

Demagogo seria eu, seria você... seria qualquer um falando que ambição não move montanhas. E não move, o que move é o dinheiro! Mas o que o dinheiro e a ambição têm em comum? Apenas tudo. Fato é dizer que sem ambição não há futuro, e sem futuro não passado, portando uma seqüência de “presentes” que seguem vazios sem a perspectiva de um bom ‘porvir’. Penso que para tudo há de se ter um pouco, ou muito de ambição. Desde a vida financeira até a vida afetiva. O mais sensato seria organizar isso em passos, pensar em casar antes de ficar com o cara ou com a guria, vai espantar todo mundo de você. Achar que se pode ter antes de ser, poder lhe render alguns anos de prisão. E achar que a ambição é um fator negativo na personalidade de alguém vai lhe resultar em uma vida estagnada e sem visão. Tentamos conviver com o meio termo, é a melhor saída já que a ambição não se limita ao querer! Formulo aqui a equação da ambição. Tendo ambição = querer + poder + merecer – pressa x competência Logo, ambição + pressa = querer + poder + merecer x competência Sabendo que a pressa é inimiga da perfeição, cortamos ‘pressa’ com ‘competência’ Ambição = querer + poder + merecer Sabendo que eu mereço uma ferrari, e não a tenho. Cortamos o 'merecer' Se poder é ter, e se ter é financeiramente ligado ao dinheiro, ‘poder’ está excluído da equação Logo Ambição = querer ... lógico? quem sabe! Viável? Relativo! Fácil? Nem tanto! O mais correto seria dizer que a ambição é paralelamente proporcional à entrega de corpo e alma àquilo que se faz. E como se faz isso? Primeiro, traçar uma meta é o primeiro passo. E o resto é como a evolução, um passo depois do outro. E se quiser, basta fazer, basta viver, basta tentar, só não vale esperar!
 
Copyright 2010 pago bem!