quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Caia (e fique) na real...

Esse texto vai ser curto. E grosso. Tudo é rótulo, sem exceções. Conhecemos os rótulos e não as pessoas. Não só pessoas, eu digo, mas sim tudo que conhecemos. As pessoas, as coisas, os acontecimentos, são todos os rótulos. O importante é saber quem rotula. Somos nós (leia-se: sou eu) ou são os outros? Os rótulos que colocamos são difíceis de tirar, pois na maior parte das vezes os colocamos sem saber. Tão ou mais difíceis são os dos outros, pois sobre estes não sabemos muito. Sabemos o que sabemos, ou seja, o que aprendemos com experiências passadas. Mas esse saber é relativo, pelo fato que aprendemos com um rótulo. E esse rótulo, queria tapar o que? Um sincero parabéns àqueles que caíram na real. Um emocionado parabéns àqueles que caíram na real e lá permaneceram. Eu já caí, mas voltei. Quiçá eu caísse de novo. Ou melhor, caí, e na real estou. Por qual razão não te vejo por aqui?

1 comentários:

Beto disse...

cair na real no sentido figurado nao vale... te levanta peter

 
Copyright 2010 pago bem!