domingo, 28 de outubro de 2007

O tempo

O tempo como tempo real, o tempo como tempo ilusório .. jamais eh transmitido como um tempo aleatório, sem querer, sem saber, sem futuro ou mesmo um passado. Tudo há seu tempo, tudo há sua hora e tudo vai embora. Culpa do tempo, o mesmo que não deu aviso, que nao permitiu tempo ou que jamais avisou que o tempo era curto. Mas porquê? Quem sabe esse tempo já havia sido programado, caso tenha sido o mesmo deveria ter sido imaginado, pois se curtido teria seu tempo dobrado ou quem sabe triplicado. A questão é simples, jamais saberemos quando um tempo significa algo passageiro, quando ele sairá à francesa. Só nos resta fazer desse tempo algo duradouro ao mesmo tempo que seja lembrado e relembrado .. Definitivamente acredito que o tempo seja algo mais complexo que entender o universo feminino, tão complexo quanto mas muuuuuito mais coerente, afinal é possivel cronometrá-lo. Queria eu que meu tempo fosse retomado, fosse melhor cronometrado outrora melhor planejado. Desse modo eu seria mais paciente, deveras independente do tempo que um dia me deixou ansioso e com muita destreza para fazê-lo voar. A partir de hoje um novo tempo deve ser vivido, deve ser zerado e contado do neutro novamente, para que cada tempo seja vivido com uma quantidade real de segundos, para que cada tempo surreal seja vivido com uma quantidade infinita de anos, para que ninguém esqueça que o tempo pode ser postergado e tão bem qualificado como tempo que não volta, mas que dá voltas .. e regressa à estaca zero a cada influência do desejo de aproveitar o tempo certo.

1 comentários:

McPeter disse...

comeu cocô? todo esse tempo para fazer um post sobre... o TEMPO?

acho que o tempo está para chuva.

 
Copyright 2010 pago bem!