quarta-feira, 18 de junho de 2008

O doce sabor do alívio

Não há nada melhor que a sensação de dever cumprido, da conta paga, do “tcc entregue”. Pois bem, na vida presenciamos sensações que são indescritíveis. Quem nunca esteve prestes a urinar nos membros inferiores e, a tempo, conseguiu “jatear” no vaso sanitário? Pois bem², é um yoga longitudinal, um tantra egípcio, uma massagem neozelandesa... Pois bem³, como eu disse, são sensações nunca vividas, indescritíveis, porém extasiantes (provenientes do êxtase, quase um orgasmo!). Mas na vida, os orgasmos são passageiros. Ao contrário do nosso conhecido “squirt”, um êxtase tem curto prazo. Cabendo a nós voltarmos ao mundo real após breves espasmos de alegria ou “serelepidez”. E porquê? Por que o êxtase é tão curto? Por que é tão ingrato para com nosso sorriso? De que valeu tudo aquilo que batalhamos por anos e em um intervalos de segundos ou minutos evaporou-se como um lança-perfume no carpete (momento pessoal)? O valor daquilo que lutamos por tanto tempo e conquistamos em segundos não pode ser atrelado ao curto êxtase, aquela garota que você conheceu não pode perder o encanto após a noite bem curtida (isso acontece, e como!), o êxtase deve ser correlacionado desde a primeira vez que você a viu, desde a primeira quebra de pescoço quando ela passou e deixou um doce rastro, o aroma de fêmea. Tudo é uma questão psicológica, nascemos e morreremos com a impressão: “o que é bom dura pouco!”. ERRADO! “o que é bom merece um brinde!” ... essa deveria ser a frase certa. Afinal tudo dura pouco. Amigos se vão, namoros se rompem, colegas se distanciam, faculdade se encerra, final de semana acaba, água quente esfria, sorvete derrete ... enfim, a vida é feita de refeições e digestões (parábola do Beto), curtir eh como uma comida (sem duplo sentido), felicidade exorbitante..e depois? Depois vem a digestão, ou seja, a moleza, o desânimo, a falta de vontade de se mexer. É isso meu caro, esse e o momento que hoje vivo, ontem tive o prazer, a alegria a divinal sensação de entregar a monografia! Mas e daí? Hoje tem que trabalhar... Você também, então não ria ... afinal serão apenas 5 segundos de êxtase passageiro.

2 comentários:

Peter disse...

eu sou praticante do sexo tântrico e consigo ter prazer durante horas...

teuso disse...

Beleza beto! Sempre em busca de boas sensações!

 
Copyright 2010 pago bem!