quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Faça Por Merecer!

Me considero uma pessoa sensata, mas quando o assunto é futebol ou melhor quando o assunto é o meu Colorado das glórias orgulho do Brasil a situação muda... Nunca chorei ao ver filme nenhum, mas todas as vezes que vejo o filme Gigante, que conta a maior das glórias coloradas, desato a chorar! É incrível, simplesmente é maior que eu!Minha história como colorado é longa, me considero da geração mais genuína de colorados, na minha opinião existem três: A primeira é composta por torcedores como o meu pai, viu todos os títulos possíveis do Inter na década de 70, acompanhou a supremacia gaúcha e nacional, viu bons times nos anos 80 e sofreu para conseguir que eu fosse colorado, me acompanhando no estádio em jogos sofríveis nos anos 90 e início dos 2000 até eu começar a ir sozinho em alguns jogos. Hoje em dia ele frequenta eventualmente o estádio, nos jogos mais importantes e é um colorado rabugento, pudera ele viu vários times de super-craques como Falcão, Figueroa, Carpeggiani, Lula, Valdomiro... Por essa geração tenho profunda admiração pois alavancou o Inter como o grande clube que é. A segunda é a minha geração, frequento Beira-Rio desde os 4 anos de idade, e durante minha infância e adolescência vi meu time penar, foram raros os títulos gaúchos que acompanhei, e campanhas sofríveis em competições nacionais (calma, não chegamos ao ponto de ir à série B). Para completar o Grêmio ganhava tudo, ouvi muita gozação de gremista, mas nada que afetasse minha escolha, muito pelo contrário, cada vez ela se fortalecia mais. Passei a ser sócio e defensor do colorado, nada me separou, nos piores momentos eu estava junto, posso relatar inúmeros jogos que sofri dentro do estádio, mas me mantive firme. Até que veio a recompensa, vi o Inter ser campeão dos maiores títulos possíveis. A terceira é a geração de novos colorados, fazem parte dela aqueles colorados que se mantiveram passivos durante os anos de agrura e como um estalar de dedos após os títulos da libertadores e mundial se tornaram colorados "fanáticos". Respeito e acho importantíssimos esses torcedores, mas eles ainda tem muito o que provar...(sem citar nomes). Mas tento não ser um colorado radical, sei que existem outros times que também conquistaram títulos importantes, tanto quanto o Inter, respeito esses times. Atualmente estou me educando até para diminuir o ódio que é plantado de geração em geração para com o nosso co-irmão Grêmio, time campeão intercontinental toyota, título equivalente ao Mundial de Clubes Fifa conquistado pelo Colorado em 2006. Mas o fato é que Domingo último ocorreu um fato extraordinário, eu um colorado genuíno fui acompanhado por outros dois colorados, um pertencente à primeira geração e outro da terceira. A atmosfera estava excelente, o estádio cheio, e era um gre-nal, não um simples gre-nal, mas um jogo que valia a permanência do Grêmio na liderança do campeonato. Muitos os chamavam de Grenal do século (deste século, pois o do século passado já haviamos ganho). A atmosfera no estádio, lembrando a libertadores de 2006, estádio cheio, torcida animada, festa armada. O que se viu foi algo raro, o Inter goleou, amassou e aniquilou seu arqui-rival, o resultado foi 4 a 1, mas cabia muito mais, o estádio em polvorosa! Realmente tem coisas que simplesmente tem que ser... O Inter tinha que ser campeão mundial enfrentando o time de Ronaldinho Gaúcho, eu tinha que ter exorcizado os meus fantasmas colorados indo ver o jogo mais tenso da campanha da Libertadores sozinho, contra o Libertad, foi uma das experiências mais emocionante da minha vida! E o Grêmio tinha que sair da liderança do campeonato brasileiro após 13 rodadas perdendo para o Inter. Mas não com uma simples derrota sendo goleado pelo Inter! Mas ao mesmo tempo fico preocupado com o que vem pelo futuro. Sei que existem muitos jovens gremistas que, assim como eu na minha tenra idade, só presenciam infortúnios de seu time, e glórias do rival. Mas os infortúnios são muito maiores, como a queda para a série B e as glórias do rival são muito maiores, como o título mundial do Inter e a mais recente goleada. Fico imaginando que o que eles passam é muito mais difícil que passei, mas parece que ninguém do outro lado aprende, seguem com atitudes ruins, como a tentativa de invasão da torcida gremista na área destinada aos colorados. E com declarações pífias dos seus dirigentes, como a de um que disse : "podemos ter até ter perdido o grenal mas na hora da briga vinte mil colorados fugiram de 2 mil gremistas". Sem comentários, pensamento pequeníssimo! Nós colorados fizemos por merecer, tanto torcedores como dirigentes e jogadores. Aprendemos pela dor mas muito mais pelo amor! Mas o lado contrário parece que gosta da dor, são sucessivas quedas e tropeços, parece que algo maior quer os ensinar. Se quiserem fisgar a lição o momento é agora o título brasileiro está à disposição, um pouco mais de humildade talvez e o título pode aparecer. Resta saber se farão por merecer... OBS: se quiserem alguma explicação para saber como se faz existem inúmeros colorados que podem ajudar. Boa parte se encontrava no estádio Domingo festejando mais triunfo histórico.

2 comentários:

Peter disse...

Tu já sabe qual o meu comentário...

E tenho mais considerações a tecer sobre a palavra "torcedor", que ainda acho que tu tem que aprender... mas vamo que vamo colorado...!

Beto disse...

bom, nao tenho que comentar, só algo a colocar em xeque.... quando o alemão vai emendar uma sequencia de posts sem futebol no meio? hehehe

bom texto!

abs

 
Copyright 2010 pago bem!