segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Entregue-se

Quem entrega algo, espera algo em troca ou se é gentil demais para esperar nada em torno da reciprocidade usual. E quem não se entrega com o intuito de receber no mínimo um “Obrigado” ou um mero sorriso de satisfação? De acordo com a evolução do homem, está em nosso DNA a troca de valores, a troca de recompensas, a troca de favores – Mesmo que tente se prevalecer o dar sem esperar nada em troca – a humanidade sempre quis que o bumerangue da gentileza, da solidariedade ou do amor fosse justo para com aqueles que praticaram, praticam, ou praticavam algum tipo de benfeitoria. Mas qual o laço que esse breve parágrafo pode fazer com o cidadão evoluído que sou, ou que você, leitor, és? Muita coisa! A arte de poder expressar-se em palavras sem focar um único sentido ou sem expressar uma única idéia pode fazer desse post uma mensagem subliminar. E isso basta! Para quem acompanha a vida dos escreventes desse blog, para quem sente na pele ou para quem simplesmente se doa e espera o mesmo. De fato a vida nem sempre é justa, às vezes damos mais, recebemos mais, ouvimos menos e somos subestimados demais, mas de que vale toda a boa intenção se nem sempre somos correspondidos? Valores como a integridade e a responsabilidade espiritual estão acima de todas as coisas, sobretudo a consciência limpa de alguém que tentou, tentou e tentou ... na espera de receber, mas recebeu menos que merecia. Se hão vítimas ou culpados, isso não cabe a uma mera explanação qualificar os autores, apenas ressalvar que nada se tem se não fizermos concessões (entenda-se entregas). Elas não doem, elas não matam e, muito menos, tiram a cor da vida, apenas te elevam ao plano de uma vida conjunta feliz, de uma amizade duradoura e de humanos mais honestos consigo e com sua felicidade tão buscada e quiçá compartilhada.

3 comentários:

Teuso disse...

Bem betinho! Texto mostrando todo o equilíbrio de sua pessoa!

Peter disse...

Entregar-te-ia a um convite para assarmos uma linguiça em tua folga? Eu levo a Fanta e tu a Coca.

(tu que falou em mensagem subliminar)

Peter disse...

Convites à parte, não há quem não doou e não foi devidamente reconhecido. Àqueles, as glórias verdadeiras. Aos que erraram, sua consciência.

 
Copyright 2010 pago bem!