sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Essência.

Assim como o vento gélido vara o sol que queima, sigo em frente, dia-a-dia.

Pouco penso, muito faço, nos momentos em que posso seguir em frente.

Aos poucos percebo que pouco faço e muito penso, em qualquer momento.

Momento. Ah, os momentos.

Muito fiz, pouco lembro. Lembro muito o que pouco fiz. Sem arrependimento.

Assim como os dias e as noites, muito foi feito para ser lembrado.

Pouco importa.

O tempo passa, implacável. Ainda bem.

Não fosse o tempo, o momento não findaria.

O prazer, mesmo que temporário, para sempre se estenderia.

E perderia a graça.

A graça que está nos momentos, aqueles delimitados pelo tempo.

Mas e dentro de nós, como fica o momento?

Pouco importa.

O tempo passa, implacável. Ainda bem?

Assim como os pés tortos possuem chinelos que os completam, meus momentos me completam.

Lembro agora tudo que fiz. Por um momento estou completo.

Da memória, o aprendizado.

Do aprendizado, a essência.

A conclusão: tudo que fiz faz parte da minha essência.

Tudo importa. O tempo passa, e continuará passando. Ainda bem!

12 comentários:

Peter disse...

Qual a essência de quem está lendo?

Tuguito disse...

Carbono.

Che Guevara disse...

La revolucion, hermano!

A Publicitária disse...

do aprendizado, a essencia... bacana

Cláudia disse...

Agora se posta sonetos por aqui ???
Não sabia .. cade o 0800 de reclamações e/ou sugestões ???

Obrigada por sua atenção. O Pagobem agradece e boa noite.....

Teuso disse...

Como separar-nos de nossos momentos? Os momentos são nossos e moldam nosssa essência ao passar do tempo!
Abs!!

Teuso disse...

Força friendo! Estamos juntos pro que der e vier! abs!

Beto disse...

Tua essência é de Marta Rocha.


Tempo x Essência... O tempo traz a essência e a essência revela quanto tempo se fez necessário para te tornar o que és hoje. Embora isso seja um emaranhado sem resposta (afinal hoje é segunda-feira), ainda acredito que sempre podemos contribuir para nossa essência, mesmo que no fundo ela seja de baunilha.

Natalix disse...

O tempo só passa para quem esquece?

Peter disse...

Cláudia: o 0800 é pagobem@pagobem.com

Beto: Marta Rocha? A mulher bolo?

Teuso: Thanks!

Tuguete: malandrete.

Natalix: Pra mim o tempo passa para consolidar experiências, que serão inesquecíveis. O tempo é instrumento formador/consolidador da essência.

Beto disse...

Englobando o modo de compreensão, o tempo passa para aqueles que o aceitam.

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny

 
Copyright 2010 pago bem!