domingo, 5 de abril de 2009

Momentos

Postar quando se está sob pressão não é fácil, assim como qualquer outra coisa na vida, a pressão pode atrapalhar. Como estou sob pressão para postar, meu post desta vez vai ter que ser sobre algo relacionado ao tênis, foi mal gurizada. Estava envolvido com torneios de tênis vendo jogos e analisando. Me chamou a atenção um jogador argentino de 15 anos. Tanto pelos seus golpes como pela sua postura em quadra. No primeiro jogo que vi atropelou seu adversário, que não era fraco. No outro dia presenciei um outro jogo dele, mas a sua postura e seu jogo eram totalmente diferentes do dia anterior. Acabou por perder um jogo, em que tinha ganhado o primeiro set por 6/0, por 7/6 no terceiro. Só depois descobri que se ele tivesse ganhado aquele jogo ele estaria classificado para jogar torneios na Europa com tudo pago. O que mudou de um dia pro outro? As condições do torneio eram as mesmas, o que mudou foi como ele encarou o jogo. A pressão era muito maior, a glória e a decepção em um jogo. O que tenho notado é que o que vale mesmo, a diferença da vitória e da derrota são os momentos importantes. O primeiro ponto do jogo não é igual ao match-point. Um vestibular pra educação física na Ulbra (posso falar porque estudei lá), não é igual à quinta tentativa de passar no vestibular de Medicina na UFRGS. Conversar pelo msn não é igual a conversar pessoalmente (que exemplo é esse?). São momentos que fazem toda a diferença. Uma alternativa marcada errada, uma dupla falta, uma bobagem dita que não dá tempo de ser deletada, dependendo das circunstancias podem ser relevantes ou não. Não sei ao certo qual a receita mágica para estar preparado pra esses momentos importantes. No caso do tênis e do vestibular acho que o mais importante é manter a concentração e ter confiança no taco. Mas na terceira situação estar de frente com a pessoa que é seu sonho de consumo, com uma chance de dizer uma frase e tu falares exatamente o que ela não queria escutar. Daí também não tem o que fazer, é algo incontrolável! Ta aí! O importante é nos concentrarmos nas coisas que podemos controlar! O resto é acaso e se fizermos bem as coisas que podemos controlar ele se encarregará do resto. OBS: pode também não ser o acaso, mas sim algo superior que controla tudo. Ta deixa assim. OBS2: escrever ouvindo George Harrison é inspirante.

7 comentários:

A Publicitária disse...

Conversar pelo msn não é igual a conversar pessoalmente???? Depende dos teus contatos, depende da pessoa, depende dos simbolos usados, depende do comportamento usado ao escrever, depende daqueles bonequinhos idiotas, depende do teu humor... ichiiii

Peter disse...

é provocativo?

Beto disse...

e se for eu?

Teuso disse...

bah pode ser com quem for ou como for msn nunca vai ser igual a conversar pessoalmente! pra mim isso é absurdo! Mas é só minha opinião!

Poker dos Primos disse...

Oii! Obrigada pela visitinha em nosso BLOG ;).. É muito engraçado os posts de vcs, adorei ;) Beijao enorme!!

Tiazinha do H disse...

Eu fico incontrolável na tua frente, Teuso. Sento-me, digo, sinto-me sob pressão.

Samantha disse...

Depois de ler o post "Momentos" e os comentários feitos a respeito dele, decide que deveria comentar também. Acredito que a vida é feita de momentos sim e que nem sempre você pode ter o controle absoluto sobre a situação. Muitas vezes você se depara com alguém inusitado e não sabe o que fazer, e acaba fazendo besteira. Gostei bastante do exemplo em relação a conversar por msn e pessoalmente, porque realmente, não é igual, principalmente quando você gosta da pessoa em questão. As carinhas e as risadas usadas pra conversar pelo msn são superficiais, e normalmente a realidade não é como a que mostra o msn. Por msn você conversa com várias pessoas e diz o que quer, já pessoalmente a situação é totalmente outra, portanto o msn deveria ser usado para conversar sem muita profundidade, e não ser usado para discutir relacionamentos e afins, como muitas vezes é usado. Concordo com o que o Matheus disse e acho que é bem assim, tudo depende da situacão, das pessoas, das circunstâncias, e como não sabemos o que fazer ás vezes, devemos procurar sempre fazer o que achamos melhor naquele momento porque depois é depois, e se vive o agora. Esta é só minha opinião, se alguém quiser discordar, tudo bem, normal. ;)

 
Copyright 2010 pago bem!