domingo, 28 de junho de 2009

Trova boa, Trova Ruim

Definitivamente... Não há uma trova perfeita, uma trova mágica, daquelas que fazem qualquer um boquiaberto ficar. Trova boa? Trova ruim? O que vale é o conjunto, seja ele de atitude + gestos ou capacidade de argumentação + coragem ... Chego a mais uma conclusão, através de minhas profundas teses, de que uma trova não passa de um rótulo do produto que todos procuram, ilusão!

Certo de que a trova muitas vezes ajuda, ainda creio que uma trova nada condiz com um Sim ou um Não .. Se a aparência agrada, se o papo é bom, então teremos um bom desfecho... Se nada contribui, certo que o toco virá à galope! Mas vejamos que eu digo trova e não assunto.

Entende-se por trova: balacobaco, artemanha, marotagem, firulas e godô!

Entende-se por assunto: diálogo, criatividade, intelecto e variedade de palavras.

Entende-se por aparência: roupa, hálito, nível alcoólico e equilíbrio.

Afinal, o que precede o Ok? Seria a combinação de boa vestimenta e uma balacobaco convincente? Uma bela tática e um nível alcoólico considerável? Criatividade de proporcionar um bate papo nada usual sem godô, mas com um equilíbrio invejável? Não sei! Não seria eu a melhor pessoa para esclarecer a dúvida que assola milhares de leitores do pagobem.com. Porém cabe uma constatação que, uma trova nem sempre é o sucesso de uma conquista, tanto quanto um chute bem dado não é sinônimo de gol. Taí, consegui uma metáfora que ilustrasse o que penso sobre o resumo da ópera.

Sempre acreditei que o sucesso da conquista está no interesse do outro, então a trova certamente não interferirá. Como um adorador da sinceridade no momento do approach, sou a favor da simplicidade em doses homeopáticas.

Mesmo que ainda existam aqueles que preferem uma bela trova para conseguir arrancar suspiros ou telefones, os fãs da singularidade geralmente obtêm resultados mais positivos no longo prazo.

Bem, mesmo sendo sincero ainda levas toco? A dica é freqüentar o blog do Pitanguy.

Boa Festa!

7 comentários:

Ricardo (lembra betinho?) disse...

Tu nem me trovou mas já to na tua! Gatão!O mundo é Gay!!

Garota do Porão disse...

Matheus, me dá um selinho?

Peter disse...

Bah... lamentável...

Peter disse...

... saber que rolou selinho!!!!

Peter disse...

Anyway, godôs à parte, balacobacos afastados e nível alcóolico estabilizado, trova é trova e ponto.

É que nem repente. Repente é repente e pronto.

Rima, prosa e poesia são rima, prosa e poesia, respectivamente.

It is all about interest...

Putaquepariu disse...

Pelo teor do texto, eu diria que seu autor depila as costas.

Cláudia disse...

kkkkkk..... a depilação foi sob má influencia... nada cm uma boa trova para convencer, não eh?

 
Copyright 2010 pago bem!