segunda-feira, 31 de agosto de 2009

I am Sam

Com o olhar fascinado, perdido no infinito degrade azul no céu de um dia maravilhoso. Contrastando e complementando o brilho do céu azul, nuvens brancas que juntas lembram o leito mais aconchegante. Tudo lindamente iluminado pelo sol radiante.

Essa é uma das faces do amor.

Amar é viajar para o além do conhecido. É confiar. É acolher. É aceitar diferenças.

É acreditar, sentir, provocar e iluminar.

É motivar. É ser motivado. É abrir e ser aberto.

É viver experiências. É errar. É acertar. É aprender e ensinar.

É não saber explicar. É purificar. É ver. É ouvir. É falar.

Amar é viver o novo. Amar é reconstruir o que já foi vivido.

Amar é dançar sem música. Amar é correr na chuva.

O amor não foi feito para ser explicado, e sim para ser vivido.

Seja o amor do homem e da mulher, o amor entre pais e filhos, o amor entre amigos. O amor por uma música, um time, uma idéia ou um ideal.

Amar é identificar. Identificar motivos, ideais e valores naquilo que amamos. Identificar diferenças, oportunidades e sensações que completam o nosso amor.

O amor é místico, é subjetivo, é vaidoso, orgulhoso, profundo, livre e colorido.

O amor muda o nosso corpo, solidifica, consolida, testa e prova nossas idéias, e nos torna diferentes.

Aquele que ama ou já amou sabe o que estou tentando dizer. O amor é motivador, é criador e renovador.

Viver sem amar é como o céu azul sem as nuvens... um lar sem aconchego. É como o céu azul sem o brilho do sol... como música sem melodia. Viver sem amar é passar o tempo... sem aproveitar as oportunidades de crescimento, aprendizado e alegria que passam por nós todos os minutos.

3 comentários:

Peter disse...

Fica a dica: assistir ao filme I Am Sam, para entender outras formas de amar...

John Lennon disse...

All we need is love!!!

Michelle disse...

finalmente consegui comentar no blog!!!! passei aqui pra deixar um oizinho ;)
obs.: vou ter que assistir o filme

 
Copyright 2010 pago bem!