sábado, 25 de dezembro de 2010

Desejos

Esta não é uma mensagem desejando uma infinidade de sentimentos bons neste Natal. Tampouco é uma mensagem desejando uma infinidade de sentimentos bons no ano que virá.

Esta é uma proposta.

Cotidiano

Vamos parar por um momento e perceber as coisas que estão ao nosso redor.

Uma explosão de consumo. Uma infinidade de festas. Uma imensidão de comemorações. Inúmeras campanhas beneficentes e uma profusão de pessoas nos desejando "boas festas".

Com mais frequência do que o normal, pessoas que não nos conhecem abrem a boca para nos desejar alguma coisa boa.

Ao mesmo tempo, vemos cada vez mais pessoas com cada vez menos paciência. Incidentes no trânsito. Reclamações em filas. Preocupações com as contas que virão. Caos.


Enquanto estamos vivendo um momento de final de ano, com todo seu aspecto positivo, milhares de crianças sequer ganharão um presente, milhares de pessoas continuarão sem ter o que comer, uma infinidade de pessoas continuará sem ter onde morar.


Enquanto estamos comemorando, ainda existirá uma falta de valores na sociedade, ainda haverá descaso com a saúde pública, desrespeito para com o próximo, intolerância, jovens sem limites, drogas, violência... a lista é infinita.

É o paradoxo social. É a manifestação da dualidade latente que teima em existir em todas as coisas, relativizando tudo que toca: o sentimento é positivo, enquanto a realidade é negativa. Enfim, é o carma da sociedade.

Concorda?

O salto

Todas as mensagens de final de ano desejando uma imensa sorte de coisas boas esquecem uma coisa: desejar evolução.


A evolução do presente, de uma sociedade despreocupada para uma sociedade engajada.


Uma sociedade que não pensa no próximo apenas perto do final de ano. Uma sociedade que seja coerente com seus desejos, e construa o que quer verdadeiramente, com dedicação, com força, com união, para que o mundo se torne apenas uma coisa só:



Precisamos dar um salto para frente, e fazermos durante todo o ano, por todos os anos que virão, as práticas positivas que desejamos.


Precisamos deixar de dar "boas festas" e praticar a caridade apenas nesta época. Precisamos ser coerentes e dar bom dia para todas as pessoas o ano inteiro. Precisamos olhar nos olhos do outro, precisamos oferecer ajuda sempre. Precisamos fazer o bem o ano inteiro, mesmo com pequenas atitudes.


Precisamos nos policiar para fazermos o certo e o bem em tudo que fazemos. Precisamos nos tornar aquilo que queremos que o mundo seja.

Precisamos agir.


Precisamos agir sempre com beleza, caridade, amor e respeito em todos os momentos. 

A proposta


Seja coerente. Plante a evolução permanentemente. Sempre.


Simples assim.


Estes são os nossos votos para hoje, amanhã e todos os outros dias.

2 comentários:

Gabi Galinatti disse...

Genial!

Peter disse...

obrigado!!!

 
Copyright 2010 pago bem!