quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Fatos


Do cheiro a lembrança.
Do olhar a esperança.
Do abraço a segurança.
E para o inesperado ele se lança.

Do carinho o calafrio.
Do beijo o arrepio.
Da ausência o vazio.
E seu coração ele abriu.

E que bela mudança.

Daquele outro surgiu.

De tudo a beleza.
Do dançar a leveza.
Do jeito a destreza.
E das dúvidas enfim a clareza.

E em seu pensamento restou a certeza.

0 comentários:

 
Copyright 2010 pago bem!