quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Algo novo

Silêncio.
 
Escuridão.
 
Solidão.
 
E um pouco de apreensão.
 
A apreensão em deixar o sol iluminar o ambiente, a música que tocava desapercebida virar trilha sonora e a solidão dar lugar à sensação.
 
Sensação de que dois são mais do que um, podendo construir. Construir.
 
Construir passado, construir presente e construir futuro.
 
A apreensão que foi cedendo ao jeito, ao primeiro passo, a aquela condução de quem sabia pegar pela mão e levar de um lugar inseguro para o local mais protegido do mundo: dentro de nós mesmos.
 
 
A apreensão que já não mais tinha razões de existir, que foi cedendo para cada acorde, cada toque, cada olhar.
 
E um novo mundo surgiu.
 
A caverna de Platão, o caminho astrológico percorrido e os lugares já explorados. Tudo novo, passível de ser compreendido e experimentado, pela primeira vez ou novamente.
 
Música.
 
Luz.
 
Companheirismo.
 
E muita certeza.
 
Certeza de que quem tem medo tem coragem, e quem tem coragem vive.
 
Quem vive lida melhor com anseios e medos. Supera desafios. Segue o caminho da iluminação.
 
Quem vive cativa, descobre novas sensações e descobre o prazer de caminhar, de construir. De abraçar, beijar e cuidar.
 
Quem vive constrói, reconstrói e experimenta.
 
Quem vive se liberta das amarras que nos prendem a nossos medos e anseios, e livre é plenamente feliz.
 
(trilha: Clocks - Coldplay)
 
Copyright 2010 pago bem!